Dos arquivos de papéis: Orientando novos sanadores

23 fevereiro 2020

Mary Baker Eddy normalmente dava orientação a seus alunos, quando eles começavam sua própria prática da cura. Ela fazia isso de muitas maneiras — por meio de cartas, conversas, reuniões da Associação da Ciência Cristã e de seus escritos publicados. Um de seus alunos, George B. Wickersham, escreveu à sua professora, em março de 1885, sobre sua prática da Ciência Cristã e seu desejo de talvez deixar Chicago. A Sra. Eddy respondeu:

Fiquei feliz por ter notícias tuas e confio em que estarás bem em qualquer lugar para onde fores. Nosso Pai está presente em toda parte e é Sua presença e poder que curam. Não é o poder de uma mente agindo sobre outra, não é a transferência de pensamentos mortais o que cura, mas é a Verdade divina que nos liberta

De George B. Wickersham — 1885

Título editorial: George B. Wickersham para Mary Baker Eddy, 14 de março de 1885
Autor: George B. Wickersham*
Destinatária: Mary Baker Eddy
Data: 14 de março de 1885
No de referência: 336.45.001
Descrição do manuscrito: Escrito à mão por George B. Wickersham, de Chicago, Illinois.

Chicago, 14 de março /85

Sra. Eddy,
Minha querida Professora:

Não foi negligência minha eu não ter escrito antes, mas tenho praticado e desfrutado os resultados da prática da grandiosa Ciência1 que a Senhora descobriu.

É verdade que eu e outras pessoas tivemos nossos momentos de desânimo, mas saber em meu coração que a Ciência é tudo o que a Senhora afirmou sobre ela, e por estar totalmente convencido de sua veracidade, eu continuei a praticá-la e hoje estou pronto para dar testemunho a favor dela.

Eu tenho notícias da Senhora por meio da “Associação”2 e por seus alunos, mas o bem maior que recebi foram as palavras que a Senhora disse ao meu amigo, Sr. Wamsley**, a quem a Senhora tão gentilmente recebeu em casa em Boston, e cuja filha eu estou tratando — a filha que esteve enferma por muitos anos. Suas palavras cheias de alegria e ânimo me deram muita esperança e me sinto grato por elas. E ficarei muito feliz, querida Professora, toda vez em que a Senhora me enviar uma palavra de ânimo e encorajamento.

Estou pensando em me mudar de Chicago, pois sinto que talvez minha situação financeira possa melhorar, já que minhas despesas no ano passado foram bem pesadas. Sentirei falta da “Associação” e da assistência que os membros dão uns aos outros, mas as circunstâncias parecem exigir que me mude. Gostei muito de ler a última edição do Journal — e agradeço à sua pessoa por seu artigo em resposta à — ou melhor, em “defesa da ‘Ciência Cristã’”***.

Sou teu sinceramente, em nossa amada ciência —
G. B. Wickersham*

Resposta de Mary Baker Eddy — 1885

Título editorial: Mary Baker Eddy para George B. Wickersham, 19 de março de 1885
Autora: Mary Baker Eddy
Destinatário: George B. Wickersham*
Data: 19 de março de 1885
No de referência: L07907
Descrição do manuscrito: Escrito à mão por Mary Baker Eddy em papel de carta pautado, com o timbre da Faculdade de Metafísica de Massachusetts.

Boston, 19 de março de 1885

Meu amado Aluno,

Tuas palavras gentis chegaram devidamente. Fiquei feliz por ter notícias tuas e confio em que estarás bem em qualquer lugar para onde fores. Nosso Pai está presente em toda parte e é Sua presença e poder que curam. Não é o poder de uma mente agindo sobre outra, não é a transferência de pensamentos mortais o que cura, mas é a Verdade divina que nos liberta

Que todas a bênçãos estejam presentes contigo, e que as manifestações da Verdade e do Amor brilhem mais e mais, até ser dia perfeito3

Sinceramente
M B G Eddy —

Abro esta carta para dizer que tu prosperarias mais, apresentando a obra Ciência e Saúde[,] todos aqueles que fazem isso estão prosperando[.] Coloca o livro nas mãos de cada paciente[.] Lembra-te disso, e se tiverem uma quimicalização mental4 ministra-lhes um tratamento para combater a quimicalização, para combater o erro que a provoca e também para que continuem a leitura, e tu constatarás que o livro, por si só, irá curá-los

M B G E

*Breve biografia de George B. Wickersham

George B. Wickersham (1850–1915) nasceu em West Liberty, no estado de Ohio, e faleceu em Denver, no Colorado. Como aluno de Mary Baker Eddy, ele completou o Curso Primário (1884), o Curso Normal (1886) e o Curso de Obstetrícia (1887). Ele passou a fazer parte da Associação de Cientistas Cristãos em 1886 e se filiou à Igreja de Cristo (Cientista) nesse mesmo ano. Em abril de 1893, se filiou À Primeira Igreja de Cristo, Cientista. Em 1887, ele obteve o registro da Academia da Ciência Cristã de Denver, onde ensinou e praticou. Mais tarde, ele se tornou praticista e professor da Ciência Cristã com anúncio na Lista de Endereços do The Christian Science Journal e desempenhou essas funções até seu falecimento.

**Breve biografia de James Walmsley

James Walmsley (1835–1904) nasceu em Manchester, Inglaterra, e faleceu em Chicago, Illinois. Ele era um vendedor viajante de Chicago e encontrou-se com Mary Baker Eddy quando visitou Boston, no começo de 1885. Naquela época, sua filha, Nellie, era paciente de George B. Wickersham, que era um dos alunos da Sra. Eddy.

***“Defence of Christian Science” [Em defesa da Ciência Cristã]

O texto “Defence of Christian Science” foi publicado como artigo na edição de março de 1885 do The Christian Science Journal (páginas 1–4) e também em formato de panfleto, nesse mesmo mês. (Ver documento 334A.45.026 para ler o recibo de sua impressão.) Essa foi uma resposta a diversos ataques procedentes de clérigos que afirmavam que a Ciência Cristã não era cristã, especificamente uma carta do Reverendo A. J. Gordon lida pelo Reverendo Joseph Cook, em uma palestra proferida em 23 de fevereiro de 1885, no Templo Tremont, em Boston. A10373 é um rascunho de “Defence of Christian Science”. Além de publicar o panfleto, a Sra. Eddy defendeu suas ideias de maneira mais concisa, em pessoa, em uma das palestras que Cook ministrou no Templo Tremont, em 16 de março de 1885. Aparentemente, o que a Sra. Eddy disse na ocasião foi anotado por um taquígrafo, e uma versão foi publicada na edição de abril de 1885 do Journal, sob o título “A Strong Reply” [Uma forte defesa], como também nas páginas 95–98 de Miscellaneous Writings [Escritos diversos], sob o título “Christian Science in Tremont Temple” [A Ciência Cristã no Templo Tremont]. O artigo também foi revisado, ampliado e publicado em formato de livro, intitulado Não e Sim o qual abordou os mesmos tópicos, mas sem algumas críticas específicas, mais pertinentes ao ano de 1885.


Documentos originais comentados no site Papéis de Mary Baker Eddy (site apenas em inglês):


O site Papéis de Mary Baker Eddy é fruto de um grande empenho dA Biblioteca Mary Baker Eddy em comentar e publicar digitalmente a correspondência de Mary Baker Eddy, seus sermões e outros manuscritos.

Print Friendly, PDF & Email
  1. Ciência Cristã.
  2. Essa é uma referência, ou à Associação da Ciência Cristã em Boston, ou à associação filial em Chicago. A Associação foi a organização de alunos da própria Mary Baker Eddy, estabelecida por ela em 4 de julho de 1876. Foi formalizada por um estatuto no ano seguinte.
  3. Provérbios 4:18 Mas a vereda dos justos é como a luz da aurora, que vai brilhando mais e mais até ser dia perfeito.
  4. “Quimicalização” e “quimicalizar” são termos usados por Mary Baker Eddy para se referir a um agravamento temporário dos sintomas, como um processo de “fermentação”, à medida que erros de vários tipos são destruídos.