Um pequeno caderno traz uma grande história

9 novembro 2020

Foto do caderno da Associação dos Cientistas Cristãos, LSC025 15.02.02.

Em 1875, nove alunos de Mary Baker Eddy formaram uma organização não oficial. Foram alguns dos primeiros a fazerem o curso da prática da Ciência Cristã. Registraram os nomes em um pequeno caderno, que hoje faz parte das nossas coleções, no qual eles também mantinham o controle dos pagamentos.

Em 4 de julho de 1876 — data que marca a celebração do centenário dos Estados Unidos — a Sra. Eddy formalizou essa organização como Associação de Cientistas Cristãos (CSA).1 Na época de sua dissolução, cerca de 14 anos depois, a CSA havia estabelecido uma influência duradoura na organização e administração do movimento da Ciência Cristã, ajudando a criar a primeira igreja, a primeira Sala de Leitura da Ciência Cristã em Boston, e a precursora da Sociedade Editora da Ciência Cristã.

A Sra. Eddy começou a ensinar em 1870, dois anos antes de começar a trabalhar no livro-texto da Ciência Cristã, que ela intitulou Ciência e Saúde.2 Nesse período, o crescimento da Ciência Cristã muito dependeu de conexões individuais; ela se desenvolveu sem uma base administrativa ou uma organização formal de igreja. Embora fosse, acima de tudo, uma organização dos alunos da Sra. Eddy, a CSA assumiu outras responsabilidades. A mais significativa ocorreu em uma reunião na casa da Sra. Eddy em Lynn, Massachusetts, em 12 de abril de 1879, em que os membros da CSA votaram para organizar a primeira igreja da Ciência Cristã.3 Naquele mês de agosto, eles receberam a licença como Igreja de Cristo (Cientista) autorizada pelo Commonwealth de Massachusetts.4

Durante toda a década de 1880, a CSA continuou a apoiar o crescimento da Ciência Cristã, em grande parte ajudando a estabelecer sua base nas publicações. Os membros também responderam ao aumento da fama, junto ao público, da Sra. Eddy e da nova religião que ela introduziu.

Em 31 de janeiro de 1883, a CSA estabeleceu a precursora da Sociedade Editora da Ciência Cristã (CSPS), chamada de “Christian Scientists’ Publishing Company” [Companhia Editora dos Cientistas Cristãos].5 Embora a Sra. Eddy tenha mantido a supervisão dos trabalhos, o papel da CSA em estabelecer órgãos como esse nos dá um bom exemplo de como várias pessoas contribuíram para o crescimento da Ciência Cristã.

Outra responsabilidade que ficou sob a alçada da CSA foi o funcionamento de uma Sala de Leitura da Ciência Cristã. Foi estabelecida nos quartos 209 e 210 do Hotel Boylston, na época localizado na esquina das ruas Boylston e Tremont, no Distrito dos Teatros de Boston.6 Assim como as Salas de Leitura da Ciência Cristã de hoje, esse foi um empreendimento voltado para o público, que vendia os escritos da Sra. Eddy e outras publicações da Ciência Cristã, respondia às perguntas da comunidade ao redor, e oferecia um espaço para leitura.7

Rent receipt

Nos primeiros dois anos de existência da Sala de Leitura da Ciência Cristã no Hotal Boylston, os recibos do aluguel eram como este, o primeiro recibo de aluguel pago até novembro de 1888.

A CSA ou alguém que trabalhava em seu nome — geralmente seu tesoureiro (na época Mary W. Munroe) — pagou o aluguel dos quartos a Calvin A. Frye. Era provavelmente um reembolso pelo trabalho que ele havia realizado como secretário da Sra. Eddy, para conseguir o espaço. Posteriormente, a CSA alugou o espaço diretamente do Hotel Boylston. Outros registros da CSA detalham os materiais que a organização comprou da CSPS e os registros das vendas da Sala de Leitura. Esses registros mostram como a CSA facilitava a propagação do conhecimento da Ciência Crista e da cura por meio dela. Eles nos ajudam a compreender os caminhos iniciais pelos quais a Ciência Cristã se conectava com o público em geral.

À medida que o movimento da Ciência Cristã crescia, os alunos da Sra. Eddy, que finalizaram o Curso Normal na Faculdade de Metafísica de Massachusetts, se tornaram professores da Ciência Cristã. Cresceu o número de Cientistas Cristãos que não haviam feito o curso com a própria Sra. Eddy, mas que ainda estavam interessados na organização. Em resposta, a Associação Nacional de Cientistas Cristãos (NCSA) foi organizada em janeiro de 1886. Todos os alunos da Ciência Cristã, não apenas os da Sra. Eddy, passaram a ser membros.8 Cada vez mais seus próprios alunos davam aulas fora de Massachusetts, estabelecendo um novo modelo de ensino que ia muito além da Nova Inglaterra.

Uma das principais responsabilidades da NCSA era conceder alvarás às associações de estudantes. Esses grupos funcionavam como filiais, organizados em torno de um professor específico.9 Associações filiadas, menores, ajudaram a manter unificados todos os alunos de um mesmo professor, facilitando o aprendizado contínuo e a conexão após o curso inicial. Essas associações filiais enviavam relatórios anuais à NCSA central a respeito de seus membros e atividades. Eles também enviavam representantes para as assembleias anuais,10 que foram realizadas em diferentes locais — Boston em 1886 e 1887; Chicago em 1888; Cleveland em 1889; e New York City em 1890. Isso tornou mais fácil para os alunos que viviam mais a oeste manter o contato com outros Cientistas Cristãos.11

Application for Charter — Chicago

Pedido de alvará para a Associação filial dos alunos de Caroline D. Noyes de Chicago (Associação no 16).

Uma dessas Associações de Alunos de Cientistas Cristãos foi organizada pelos alunos de Caroline D. Noyes. Nascida no Maine, ela foi para Chicago em 1883, para ajudar no progresso da Ciência Cristã no meio-oeste. Tornou-se professora autorizada da Ciência Cristã em 1885, enquanto dirigia o Instituto de Cientistas Cristãos de Illinois e ajudava a organizar a primeira filial da Igreja de Cristo (Cientista) em Chicago.12 O pedido de Noyes para uma associação filial foi o décimo sexto no geral, e um dos primeiros no meio-oeste.13

Com o passar do tempo, a Ciência Cristã se tornou cada vez mais uma religião internacional com um número crescente de igrejas. Em resposta, a Sra. Eddy reorganizou a estrutura da igreja com a instituição dA Primeira Igreja de Cristo, Cientista, e a construção de uma sociedade editora. A CSA tornou-se uma organização informal em 188914 e encerrou a administração da Sala de Leitura de Boston em 1894.15 Em 1893, a NCSA se desfez, após se reunir pela primeira vez depois de três anos, no Parlamento Mundial das Religiões, na Feira Mundial de Chicago.16 Durante o processo de encerramento, continuou a aprovar os alvarás para as associações filiais. Mas, essas organizações foram se tornando mais independentes, até que evoluíram para associações de alunos da Ciência Cristã como as conhecemos hoje.

A CSA e a NCSA apresentavam diferenças marcantes em relação à estrutura organizacional atual do movimento da Ciência Cristã. No entanto, seu trabalho foi significativo, evolutivo e vital. Elas pavimentaram o caminho para muitas das atividades realizadas na Igreja de Cristo, Cientista, hoje.

Veja mais sobre os primeiros anos da Ciência Cristã na Biblioteca Mary Baker Eddy, ou por meio da “ajuda para busca” para os Primeiros Registros Organizacionais da Coleção Mary Baker Eddy, e também para as Coleções Especiais de Biblioteca, como os Registros das Associações de Cientistas Cristãos (LSC025) e os Registros da Associação Nacional de Cientistas Cristãos (LSC026).

Print Friendly, PDF & Email
  1. Associação dos Cientistas Cristãos, livro de registros, Vol. 1, n.d., EOR10, 1.
  2. “A Chronology of Events Surrounding the Life of Mary Baker Eddy” [Uma cronologia de eventos na vida de Mary Baker Eddy], A Biblioteca Mary Baker Eddy, 10 de dezembro de 2018, https://www.marybakereddylibrary.org/wp-content/uploads/2018/12/Mary_Baker_Eddy_Detailed_Annotated_Chronology_2018-12-10.pdf, 11–12, 13.
  3. Associação dos Cientistas Cristãos, atas das reuniões, Vol. 1, 12 de abril de 1879, EOR10, 69.
  4. Igreja de Cristo, Cientista, livro de registros, 23 de agosto de 1879, EOR13, 89.
  5. Associação dos Cientistas Cristãos, atas das reuniões, Vol. 1, 17 de janeiro de 1883, EOR10, 189–190.
  6. “A New Home” [Um novo lar], The Christian Science Journal, setembro de 1888, 317.
  7. Para obter mais informações sobre a história das Salas de Leitura da Ciência Cristã, leia o artigo de pesquisa da Biblioteca Christian Science Reading Rooms 1887–1910 [Salas de Leitura da Ciência Cristã 1887–1910] (em inglês).
  8. “A National Association” [Uma Associação Nacional], Journal, fevereiro de 1886, 209–210.
  9. Associação Nacional de Cientistas Cristãos, atas das assembleias, n.d., EOR31, v.
  10. Ibidem, x–xi.
  11. “Uma cronologia dos principais acontecimentos na vida de Mary Baker Eddy”, 10 de dezembro de 2018, https://www.marybakereddylibrary.org/wp-content/uploads/2018/12/Mary_Baker_Eddy_Detailed_Annotated_Chronology_2018-12-10.pdf, 31.
  12. https://www.marybakereddylibrary.org/research/women-of-history-caroline-noyes/.
  13. “Associações de Alunos de Cientistas Cristãos”, n.d., LSC026.
  14. “Nota da redação”, Journal, dezembro de 1889, 459.
  15. Associações de Cientistas Cristãos, atas das reuniões, 30 de julho de 1894, LSC025.
  16. “Christian Science at the World’s Religious Congress” [A Ciência Cristã no congresso mundial das religiões], Journal, novembro de 1893, 337–346.